RURAL CREDIT AND AGRICULTURE PERFORMANCE IN BRAZIL

Authors

  • Ana Cristina Maria Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS), Campus de Alfenas-MG, Brasil
  • Ana Maria Santana Amaral Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS), Campus de Alfenas-MG, Brasil
  • Juliana Mafra Salgado Andrade Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS), Campus de Alfenas-MG, Brasil https://orcid.org/0000-0002-5265-7819
  • Jefferson Soares Avelar Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS), Campus de Alfenas-MG, Brasil
  • Bruno César Góes Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS), Campus de Alfenas-MG, Brasil https://orcid.org/0000-0002-4409-1720

DOI:

https://doi.org/10.18011/bioeng2021v15n1p168-189

Keywords:

Agribusiness, Financing, SNCR, Mechanization, Productivity

Abstract

The creation of the National Rural Credit System (SNCR) in 1965 made it possible to modernize Brazilian agriculture with the acquisition of new machinery and agricultural implements, improving the productive system and productivity in the countryside, through financing with interest subsidized by the Federal Government, being considered the milestone for the establishment of the Green Revolution. Subsequently, new agricultural research institutes were created, such as the Brazilian Agricultural Research Corporation (Embrapa) in 1972, as well as assistance and rural extension companies, helping producers to obtain the best results in the field, increasing agricultural productivity and strengthening our agribusiness. This work aimed to carry out an analysis of the performance of Brazilian agriculture and its financing policies through the availability of subsidized rural credit for farmers.

Downloads

Download data is not yet available.

References

ALVES, E. R. de A.; CONTINI, E.; GASQUES, J. G. Evolução da produção e produtividade da agricultura brasileira. Embrapa Informação Tecnológica. Agricultura Tropical, 2008.

ALVES, E.; SOUZA, G.S.; MARRA, R. Êxodo e sua contribuição à urbanização de 1950 a 2010. Revista de Política Agrícola, Ano XX, n. 2, p. 80-88, 2011.

ARAUJO, J. A.; VIEIRA FILHO, J. E. R. Análise dos impactos do Pronaf na agricultura do Brasil no período de 2007 a 2016. Texto para Discussão, n. 2412, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Brasília, 2018.

ASSIS, R. L. Desenvolvimento rural sustentável no Brasil: perspectivas a partir da integração de ações públicas e privadas com base na agroecologia. Revista de Economia Aplicada, v. 10, n. 1, p. 75-89, 2006.

ASSUMPÇÂO, A. L. Tipos de linhas de crédito rural disponíveis aos pequenos agricultores da cidade de Jaboticabal/SP. Revista de Administração do UNISAL, São Paulo, v. 5, n. 7, 2015.

ASSUNÇÃO, J.; SOUZA, P. Resumo para política pública. O impacto do crédito rural na agricultura brasileira e no meio ambiente. Rio de Janeiro: Climate Policy Initiative, 2019.

BANCO CENTRAL DO BRASIL - BACEN. Crédito rural: Matriz de dados do Crédito Rural - vários anos. 2018.

BANCO CENTRAL DO BRASIL - BACEN. Matriz de dados do crédito rural: MDCR. Brasília, 2015b.

BARROS, G. S. de C. Agricultura e indústria no desenvolvimento brasileiro. In: BUAINAIN, A. M. et al. (Ed.). O Mundo rural no Brasil do século 21: a formação de um novo padrão agrário e agrícola. Brasília: I. E. Unicamp/EMBRAPA, v. 1, p. 79-116, 2014.

BRASIL. Lei nº 11.326, de 24 de julho de 2006. Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF 25 de julho de 2006. Disponível em <http://www.planalto.gov.br>. Acesso em: 20 maio de 2021.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Plano Agrícola e Pecuário 2004/2005, 2004.

BURANELLO, R. Agronegócio: conceito. Enciclopédia jurídica da PUC-SP. CAMPILONGO, C. F.; GONZAGA, A. A.; FREIRE, A. L. (Coords.). Tomo: Direito Comercial. 1 ed. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2017.

CASTRO, C. N.; PEREIRA, C. N. Agricultura familiar, assistência técnica e extensão rural e a política nacional do ater. Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada, Brasília: IPEA, 2017.

CASTRO, L. P. F. Agricultura familiar: perspectivas e desafios para o desenvolvimento rural sustentável. Revista Espaço Acadêmico, v. 17, n. 192, p. 142-154, 2017.

CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ECONOMIA APLICADA – CEPEA. PIB do agronegócio. Departamento de Economia, Administração e Sociologia. Piracicaba: USALQ/USP, abr. 2018.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO – CONAB. Produção de grãos deve superar 268 milhões de toneladas na safra 2021/21. CONAB, 2020. Disponível em: <https://www.conab.gov.br/ultimas-noticias/3652-producao-de-graos-deve-superar-268-milhoes-de-toneladas-na-safra-2020-21>. Acesso em: 5 jun. 2021.

CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL – CNA. Balança comercial do agronegócio brasileiro. SENAR, 2020b. 13p. Disponível em: <https://www.cnabrasil.org.br/assets/arquivos/Balanca-Comercial_jan-dez-2020.pdf>. Acesso em: 15 maio 2021.

CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL – CNA. Propostas para o plano agrícola e pecuário 2020/2021. SENAR, 2020a. 66p. Disponível em: <https://www.cnabrasil.org.br/assets/arquivos/Proposta_PAP2020_2021.pdf>. Acesso em: 15 maio 2021.

CORDEIRO, L. A. M. et al. Integração Lavoura-Pecuária-Floresta: o produtor pergunta, a Embrapa responde. Brasília: Embrapa, 2015. 393p.

COSTA, L. V.; FREITAS, C. O. Crédito e extensão rural: impactos isolados e da sinergia sobre a eficiência técnica dos agricultores brasileiros. In: 46º Encontro Nacional de Economia – ANPEC: Rio de Janeiro, 2018.

EMBRAPA. Visão 2030: o futuro da agricultura brasileira. Brasília, DF: Embrapa, 2018. 212 p.

EUROPEAN AGRICULTURAL MACHINERY ASSOCIATION. Digital Farming: what does it really mean? And what is the vision of Europe´s farm machinery industry for Digital Farming? 2017.

FERREIRA FILHO, J. B. de S.; FELIPE, F. I. Crescimento da produção agrícola e o consumo de tratores de rodas no Brasil entre 1996-2005. In: Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural, 45, 2007, Londrina. Anais... Londrina: Sober, 2007. p. 1-12.

FREITAS, C. O. et al. Technical efficiency and farm size: an analysis based on the Brazilian agriculture and livestock census. Italian Review of Agricultural Economics, v. 74, n. 1, p. 33-48, 2019.

GARCIAS, M. O.; KASSOUF, A. L. Assessment of rural credit impact on land and labor productivity for Brazilian family farmers. Nova Economia, v. 26, n. 3, p. 721-746, 2016.

GASQUES, J. G.; BACCHI, M. R. P.; BASTOS, E. T. Crescimento e produtividade da agricultura brasileira de 1975 a 2016. Carta de Conjuntura – IPEA, v. 38, n. 1, p. 1-9, 2018.

GREMAUD, A. P.; VASCONCELLOS, M. A. S.; TONETO JÚNIOR, R. Economia brasileira contemporânea. São Paulo: Atlas, 2009.

HELFAND, S.M., LEVINE, E.S. Farm Size and the Determinants of Productive Efficiency in the Brazilian Center-West. Agricultural Economics, v. 31, p. 241-49, 2004.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Censo Agropecuário 2017: resultados definitivos. IBGE: Rio de Janeiro, v.8, n. 1, p. 1-105, 2019.

KAGEYAMA, A.; BERGAMASCO, S. M. P. A estrutura da produção no campo em 1980. Revista Perspectivas, São Paulo, v. 12/13, p. 55-72, 1990.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Técnicas de pesquisa: planejamento e execuções de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretações de dados. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

LOPES, D.; LOWERY, S.; PEROBA, T. L. C. Crédito rural no Brasil: desafios e oportunidades para promoção da agropecuária sustentável. Revista do BNDES, v. 45, n. 1, p. 155-196, 2016.

MALUF, C. Análise do crédito do programa para redução da emissão de gases de efeito estufa na agricultura para o setor pecuário. 2014. 89 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Engenharia Agrícola, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014. 86 f.

MALUF, R. S.; FLEXOR, G. Questões agrárias, agrícolas e rurais: conjunturas e políticas públicas. 1. ed. Rio de Janeiro: E-Papers, 2017. 330p.

MANTOVANI, C. E.; HERRMANN, R. P.; COELHO, D. L. J. Máquinas e implementos agrícolas. In: ALBUQUERQUE, A. C. S.; SILVA, A. G. (Ed.). Agricultura tropical. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, v. 1, p. 1154-1169, 2008.

MARTINE, G. A trajetória da modernização agrícola: a quem beneficia? Lua Nova: Revista e Cultura e Política, v.23, n. 1, p. 7-37, 1991.

MASSRUHÁ, S. M. F. S.; LEITE, M. A. A. Agro 4.0: rumo à agricultura digital. In: MAGNONI JÚNIOR, L. et al. (Org.) JC na Escola Ciência, Tecnologia e Sociedade: mobilizar o conhecimento para alimentar o Brasil. 2. ed. São Paulo: Centro Paula Souza, p. 28-35, 2017.

MEDEIROS, A. P. et al. Análise do impacto do crédito rural na produção agrícola brasileira no período 2006-2014. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente – RAMA, v. 10, n. 3, p. 729-755, 2017.

MELO, M. M.; MARINHO, E.; SILVA, A. B. O impulso do crédito rural no produto do setor primário brasileiro. In: Encontro Nacional de Economia, 39., 2011, Foz do Iguaçu, Paraná. Anais... Brasília: ANPEC, v. 1, p. 50-70, 2011.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO – MAPA. Plano agrícola e pecuário 2018/2019. Brasília: MAPA, 2018. 38p.

OCNER FILHO, V. O papel do crédito rural frente ao crescimento econômico do Brasil. Pensamento e Realidade, v. 32, n. 1, p. 16-30, 2017.

OCTAVIANO, C. Muito além da tecnologia: os impactos da revolução verde. Com Ciência, Campinas, n. 20, 2010.

PEROBELLI, F. S. et al. Impactos econômicos do aumento das exportações brasileiras de produtos agrícolas e agroindustriais para diferentes destinos. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 55, n. 2, p. 343-366, 2017.

PILLON, C. N. Dos pós de rocha aos remineralizadores: passado, presente e desafios. In: Congresso Brasileiro de Rochagem, v. 3, 2017, Pelotas. Anais. Assis: Triunfal Gráfica e Editora, 2017. p. 16-23.

PINTOR, E.; SILVA, G.M.; PIACENTI, C.A. Crédito rural e crescimento econômico no Brasil. Revista de Política Agrícola. Ano XXIV, n. 1, 2015.

RAMOS, S. Y. Panorama da política agrícola brasileira: a política de garantia de preços mínimos. Palatina, DF: Embrapa Cerrados, 2009. 84p.

RAMOS, S.Y.; MARTHA JUNIOR, G.B. Evolução da política de crédito rural brasileira. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2010. 65 p. (Documentos /Embrapa Cerrados, ISSN 1517-5111, ISSN online 2176-5081; 269).

RIBEIRO, M. B.; CONCEIÇÃO, J. C. P. R. O papel do crédito rural e da infraestrutura de transportes para o desenvolvimento da agricultura brasileira. Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada, Brasília: IPEA, 2019.

SAATH, K. C. O.; FACHINELLO, A. L. Crescimento da demanda mundial de alimentos e restrições do fator terra no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 56, n. 2, p. 195-212, 2018.

SANTANA, C. A. M.; NASCIMENTO, J. R. Public Policies and Agricultural Investment in Brazil (Final Report). Food and Agriculture Organization of the United Nations Policy Assistance Support Service, 2012.

SARRIS, A. O papel da agricultura no desenvolvimento econômico e na diminuição da pobreza: uma base empírica e conceitual. Departamento de economia da Universidade de Atenas, Grécia. 2001.

SCAPIN, B.; MORAES, B. M. M. A influência da inadimplência, do volume e do custo do crédito nas variações da taxa de juros dos investimentos do setor rural (2011-2018). In: Simpósio da Ciência do Agronegócio, Faculdade de Agronomia de Porto Alegre, 2018.

SCHALLENBERGER, E.; SCHNEIDER, I. E. Fronteiras agrícolas e desenvolvimento territorial: ações de governo e dinâmica do capital. Revista de Sociologia, Porto Alegre, v. 12, n. 25, p. 202-222, 2010.

SHEPHERD, M.; et al. Priorities for science to overcome hurdles thwarting the full promise of the ‘digital agriculture’ revolution. Journal of the Science of Food and Agriculture, v. 100, n. 14, 2018.

SILVA, B. A.; WINCK, C. A. Evolução da quantidade de máquinas e implementos agrícolas nas propriedades rurais brasileiras (1960-2017). Revista Visão: Gestão Organizacional, Caçador, SC, Brasil, p. 174- 188, 2019.

SILVA, G. A.; RESENDE FILHO, M. A. Uma análise sobre poder de mercado ao longo da cadeia produtiva da carne bovina no Brasil. Revista do IBRAC, v. 23, n. 2, p. 1-20, 2017.

SILVA, R. P. Modernização da agropecuária brasileira: progresso econômico e heterogeneidade produtiva. 2019. 94 f. Tese (Doutorado) – Departamento de Economia Aplicada, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2019.

SILVA, S. P.; ALVES FILHO, E. Análise dos impactos econômicos do Pronaf em territórios de baixa dinamização econômica. 2008. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Economia, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.

VIEIRA FILHO, J. E. R. Diagnóstico e desafios da agricultura brasileira. Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada, Rio de Janeiro: IPEA, 2019. 340p.

YARON, J.; BENJAMIN, M.; PIPREK, G. Rural finance: issues, design and best practice. Washington: World Bank, 1997.

Published

2021-08-17

How to Cite

NOGUEIRA, A. C. M.; AMARAL, A. M. S.; ANDRADE, J. M. S.; AVELAR, J. S. .; GÓES, B. C. RURAL CREDIT AND AGRICULTURE PERFORMANCE IN BRAZIL . Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas, Tupã, São Paulo, Brazil, v. 15, n. 1, p. 168–189, 2021. DOI: 10.18011/bioeng2021v15n1p168-189. Disponível em: https://seer.tupa.unesp.br/index.php/BIOENG/article/view/1016. Acesso em: 20 oct. 2021.

Issue

Section

Articles