AZOSPIRILLUM BRASILENSE VIA FOLIAR E DOSES DE NITROGÊNIO EM COBERTURA NA CULTURA DO TRIGO NA REGIÃO DE ITAPEVA-SP / SPRAYING WITH AZOSPIRILLUM ON WHEAT LEAF AND NITROGEN COVERAGE RATES IN ITAPEVA-SP

J. P. Ferreira, R. F. Nunes, R. B. Silva, E. A. Dal Bem, D. P. Garcia, M. T. Sabundjian, F. M. L. de Souza

Resumo


A utilização de bactérias diazotróficas na agricultura, especialmente em gramíneas, tem por finalidade incrementar a produção e produtividade aliando com menor dose ou supressão das fontes nitrogenadas aplicadas para fertilização do solo. Diante disso, o trabalho objetivou avaliar a viabilidade da inoculação de Azospirillum brasilense via foliar com doses de nitrogênio em cobertura na produção e produtividade do trigo. O experimento foi implantado na Fazenda Bom Viver, Bairro dos Prestes em Itapeva-SP, na safra de 2016, sendo realizado em plantio direto (SPC) em área de sucessão soja e milho safrinha. Os tratamentos foram em esquema fatorial 2x4 em blocos ao acaso (DBC) sendo aplicado a formulação liquida de Azospirillum brasiliense (AbV5 com 2x108 células viáveis mL-1) na dose de 0,5 L.ha-1 via foliar e sem aplicação e posterior adubação nitrogenada com 0; 30; 60 e 90 kg.ha-1 em cobertura. Tanto a aplicação foliar de Azospirillum como a cobertura de N, foram aplicadas após 30 dias da semeadura (30 DAS). A variedade de trigo utilizada no plantio foi o Sinuelo, com manejo adotado pelo proprietário da área com aplicação de regulador de crescimento. Foram realizadas as avaliações a campo das plantas, medindo-se: a altura das plantas; espigas por metro linear; número de grãos por espiguetas; peso hectolítro; massa de mil grãos e produtividade. Pelos resultados obtidos, houve maior altura de plantas com o aumento das doses de nitrogênio em cobertura. A inoculação de Azospirillum brasiliense via foliar não mostrou interação entre as doses de nitrogênio em cobertura, não havendo estatisticamente incremento nos componentes de produtividade do trigo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2017v11n2p154-163

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.