AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA ARMAZENADA EM CISTERNAS NO SEMIÁRIDO CEARENSE

J. P. da Silva, C. E. Bezerra, A. de A. Ribeiro

Resumo


Diante da escassez hídrica que atinge a população do semiárido nordestino, tem-se criado políticas de convivência com a seca, como a construção de cisternas para captação da água da chuva. Contudo, diversos fatores podem afetar a  qualidade da água armazenada nas cisternas. Neste contexto, o monitoramento da qualidade da água armazenada nas mesmas é imprescindível para avaliar sua potabilidade para o consumo humano. Com isso, objetivou-se com este estudo, avaliar a qualidade da água em cisternas em comunidade rural no semiárido cearense. A pesquisa foi realizada na comunidade Arraial de Cima, município de Missão Velha, localizado extremo Sul do estado do Ceará, Brasil. As amostras foram coletadas diretamente das cisternas em frascos esterilizados e após a sua coleta foram realizadas as análises no Laboratórios de Análises de Água e Efluentes (LAMAE) da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec Cariri), Juazeiro do Norte, CE. Realizou-se as análises dos parâmetros físicos-químicos e microbiológicos nas amostras de água coletadas. De posse dos resultados obtidos, verificou-se que apenas a água da cisterna 01 apresentou todos os parâmetros físicos-químicos dentro dos padrões estabelecidos pela legislação. Em todas as cisternas, constatou-se a presença de Coliformes totais e Escherichia coli.  A presença destas bactérias demonstra que é preciso rever os hábitos da população local e conscientizá-la sobre a maneira correta de manejo das cisternas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2020v14n1p27-35

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.