DESENVOLVIMENTO DE UM BIODIGESTOR DE BAIXO CUSTO APLICADO NA AGRICULTURA FAMILIAR

L. A. Lopes, A. E. B. S. Lourenzani, C. V. dos Santos, P. S. B. dos Santos

Resumo


A biomassa residual da Agricultura Familiar (dejetos de animais, restos de alimentos, descartes de frutas e legumes, soro de leite, etc) pode ser aproveitada para a produção de biogás, o qual pode ser usado como fonte de calor para calefação de ambientes, cocção de alimentos, aquecimento de água e também como fonte de energia elétrica para acionar pequenos equipamentos para as atividades desenvolvidas na propriedade rural. A instalação de um biodigestor permite a autossuficiência energética, eletrificação de máquinas usadas nos processos produtivos, redução da contaminação de fontes hídricas, menor emissão de gases de efeito estufa e custo reduzido da produção resultando em melhor qualidade de vida, benefícios ambientais e viabilidade econômica das atividades produtivas rurais. Todavia, os biodigestores disponíveis no mercado são estruturas para média ou grande produção de biogás, com alto custo de implantação para o pequeno produtor rural, impossibilitando assim, que este tenha acesso à tecnologia de produção de energia renovável, diante do exposto, o presente projeto, tem como objetivo desenvolver um biodigestor de baixo custo com aproveitamento de resíduos da agricultura familiar, que possibilitarão aos microorganismos realizarem o processo de biodigestão anaeróbica, gerando biogás e biofertilizante.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2020v14n1p8-15

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.