DEGRADAÇÃO DE SACOLAS PLÁSTICAS CONVENCIONAIS E OXI-BIODEGRADÁVEIS SUBMETIDAS AOS PROCESSOS DE HIDRÓLISE ÁCIDA E BÁSICA

W. M. de Souza, L. R. Coelho

Resumo


O aumento da utilização de sacolas plásticas gerou um grande problema em seu descarte, que muitas vezes é feito em locais inapropriados. Tem sido bastante discutido como alternativa para esse problema a reciclagem química de materiais poliméricos via despolimerização por hidrólise, que consiste na reação do polímero com excesso de água na presença de um catalisador e aquecimento, resultando na recuperação dos monômeros de partida. O presente estudo teve como principal objetivo analisar a degradação das sacolas plásticas convencionais e oxi-biodegradáveis pós-consumo através da reação de hidrólise em meio ácido e básico. O experimento foi composto por um esquema fatorial 2 x 4, onde respectivamente corresponde ao tipo de sacola versus diferentes reagentes, e 4 x 3, onde respectivamente corresponde a diferentes reagentes versus diferentes concentrações, totalizando 24 amostras. Na primeira semana as soluções contendo as amostras ficaram acondicionadas em temperatura ambiente, já na segunda semana as mesmas foram acondicionadas em uma estufa e mantidas a 70ºC, após esse período as amostras foram retiradas da estufa e lavadas com água destilada, para que fosse feita a secagem dos reagentes. O melhor resultado foi observado no ensaio N13, onde o percentual de perda de massa foi de 27,08%. Já o pior resultado ocorreu na amostra B18, que obteve o ganho de massa de 110,14%. Com esse trabalho conclui-se que a degradação foi significativa apenas nas sacolas convencionais e que é possível a utilização dessa técnica na criação de alternativas tecnológicas que combatam o crescente descaso com o meio ambiente.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2019v13n3p271-281

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.