PRODUÇÃO, QUALIDADE E MATURAÇÃO DA UVA ‘SYRAH’ EM CONDIÇÃO SUBTROPICAL DO BRASIL

A. Pimentel Junior, F. J. Domingues Neto, M. J. R. Da Silva, M. A. Tecchio

Resumo


Diante a perspectiva de revitalização da vitivinicultura no Brasil, algumas restrições diante os produtores foram constatadas, sendo, a falta de conhecimento das cultivares de uvas para suco e vinho e seu comportamento nas condições climáticas regionais. Neste sentido, o objetivo do trabalho foi avaliar a produção, qualidade de frutos e a maturação da uva ‘Syrah’ em região subtropical. O experimento foi realizado na Fazenda Experimental da Unesp, em São Manuel-SP. Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizados com cinco repetições de cinco plantas cada. As videiras da cultivar Syrah enxertadas no porta-enxerto ‘IAC 766’ se apresentavam em terceiro ano de produção, no espaçamento de 2,0 x 0,80 m e sustentadas sobre o sistema de espaldeira alta. A partir do início da maturação se estendendo até a colheita, foram coletadas semanalmente 100 bagas por parcela experimental para a avaliação da maturação, determinando-se os teores de sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), pH e relação SS/AT. Por ocasião da colheita, avaliou-se: produção, produtividade, número de cachos por planta, massa fresca, comprimento e largura dos cachos, bagas e engaço e número de bagas por cacho. As características de produção, físicas e de maturação da uva ‘Syrah’, permite considerar que esta cultivar, nas condições subtropicais brasileiras, apresenta condições ideais de produção para elaboração de vinhos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2019v13n1p72-79

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.