ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO E CRESCIMENTO DE RAIZ DA SOJA APÓS CULTIVOS DE OUTONO-INVERNO

L. M. Ribeiro, D. S. Flauzino, G. Ceccon

Resumo


Cultivos antecedentes podem modificar as condições físicas do solo, o desenvolvimento e produtividade das culturas. Objetivou-se avaliar os atributos físicos do solo e o crescimento de raízes da soja após cultivos de outono-inverno. O experimento foi conduzido na área experimental da Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados, MS, em LATOSSOLO VERMELHO distroférrico de textura argilosa. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com parcelas sub-divididas, com quatro repetições. Nas parcelas foram alocados os quatro cultivos de outono-inverno (Urochloa ruziziensis, consórcio de milho com U. ruziziensis, milho safrinha e feijão-caupi (Vigna unguiculata)) e as sub-parcelas as duas cultivares de soja BRS 284 e BRS 360 RR. Foram coletadas amostras de solo e de raízes da soja nas profundidades 0,0 - 0,10 m; 0,10 - 0,20 m; 0,20 - 0,30 m; 0,30 - 0,40 m. O tipo de cultivo interferiu na qualidade física do solo. O feijão-caupi e U. ruziziensis proporcionaram maior microporosidade e porosidade total do solo; o consórcio milho com U. ruziziensis proporcionou maior macroporosidade e porosidade total do solo; o milho safrinha acarretou em maior densidade do solo, mas a soja apresentou maior crescimento de raízes após a U. ruziziensis.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2019v13n1p36-43

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.