AMBIENTE TÉRMICO EM DIFERENTES TIPOLOGIAS DE CRECHES PARA LEITÕES / THERMAL ENVIRONMENT IN DIFFERENT TYPOLOGIES NURSERY FACILITIES FOR PIGGLETS

G. L. Nepomuceno, D. Cecchin, A. T. Campos, P. I. S. Amaral, L. C. S. R. Freitas, F. A. Sousa, P. F. P. Ferraz

Resumo


As condições ambientais no interior das instalações de creche para leitões tem grande importância no sucesso produtivo, pois essa fase tem influência direta no desenvolvimento dos animais nas fases subsequentes. Diante disso objetivou-se, analisar o ambiente térmico no interior de duas creches com diferentes tipologias construtivas. O experimento foi realizado em instalações de uma granja comercial, localizada no município de Lavras-MG. O experimento foi conduzido em duas creches para suínos com diferentes tipologias contrutivas para leitões ao desmame, desenvolvido no período de inverno com 30 dias de confinamento. Os dados de temperatura do ar, umidade relativa e temperatura do globo negro foram coletados automaticamente por meio de datallogers, posteriormente foram calculados os seguintes índices: índice de temperatura de globo negro e umidade (ITGU); índice de temperatura e umidade (ITU) e Entalpia (H). Não foram observadas diferenças significativa entre as tipologias de creche  em relação aos parâmetros ambientais avaliados. No entanto, esses valores apresentaram-se abaixo do recomendado pela literatura, demonstrando necessidade de melhorias para manter os animais dentro da zona de conforto térmico, com intuito de evitar prejuízos no desenvolvimento dos animais.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2018v12n4p394-400

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.