SISTEMA DE PÓS - TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO PELO MÉTODO DE ESCOAMENTO SUPERFICIAL PARA REMOÇÃO DE PATÓGENOS / SANITARY EFFLUENT POST-TREATMENT SYSTEM BY OVERLAND FLOW METHOD FOR PATHOGENS REMOVAL

VERÔNICA C. MAGALHÃES, MARTA S. G. PIRES, BRUNO CORAUCCI FILHO, RONALDO STEFANUTTI, URARA KAWAZOE

Resumo


Avaliou-se a remoção natural de protozoários e helmintos em um sistema pós-tratamento de efluentes de lagoa anaeróbia utilizando o escoamento superficial para a proposta de reúso do material, na Estação de Tratamento de Esgotos Graminha, Limeira, SP, Brasil. O efluente foi aplicado em uma rampa de 45 m de comprimento e 4,2 metros de largura com inclinação de 3,5%, coberta com grama Tifton 85 (Cynodon sp.), a uma taxa de 0,20 m3/hm, coletando-se amostras de água a cada 15 dias ao longo de 10 meses, em 5 pontos de coleta. O ponto 01 foi estabelecido no início do lançamento do efluente e os demais a 10 metros de distância um do outro. As maiores concentrações de patógenos
foram detectadas nos primeiros 10 metros da rampa de escoamento apontando que o processo é capaz de promover a remoção de patógenos e de viabilizar o reúso do efluente doméstico em determinadas atividades, como a de irrigação.

Palavras-chaves: Esgoto Sanitário, pós-tratamento, patógenos, reúso de efluentes.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2009v3n2p127-132

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.