ANÁLISE DA VARIABILIDADE ESPACIAL DA RESISTÊNCIA À PENETRAÇÃO DO SOLO EM DIFERENTES PROFUNDIDADES / ANALYSIS OF THE SPATIAL VARIABILITY OF RESISTANCE TO SOIL PENETRATION AT DIFFERENT DEPTHS

J. M. S. Ferrari, C. P. C. Gabriel, T. B. G. Silva, F. D. Mota, L. R. A. Gabriel Filho, E. M. Tanaka

Resumo


A compactação do solo em áreas cultivada cana-de-açúcar é muito acentuada devido ao uso intenso de máquinas e implementos agrícolas, é um dos fatores que ocasionam sérias restrições ao desenvolvimento radicular das plantas. Objetivou-se neste trabalho caracterizar a variabilidade espacial da resistência do solo a penetração (RSP), de uma área reformada após acomodar por cinco anos plantio de cana-de-açúcar. O experimento foi conduzido em abril de 2015 na Fazenda Santa Martha localizada em Espírito Santo do Turvo, SP.  A coleta da RSP foi feita por meio de um penetrômetro elétrico, em pontos previamente georreferenciados totalizando 56 pontos, distribuídos em um talhão irregular. Utilizou-se a geoestatística para análise das variações espaciais da RSP de cinco diferentes profundidades do perfil do solo (1, 10, 20, 30 e 40 cm), foi feita também a coleta da umidade do solo, somente nos pontos centrais. O modelo de semivariograma que melhor se ajustou aos valores de resistência do solo à penetração foi o esférico. Este estudo resultou em altos e moderados graus de dependência espacial, nos perfis de 1, 10 e 20 cm, e efeito pepita nas profundidades 30 e 40 cm. Foi possível avaliar a variabilidade espacial da RSP por meio da geoestatística, sendo que a maior homogeneidade foi no perfil de 1, 10 e 20 cm.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2018v12n2p164-175

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.