DESENVOLVIMENTO INICIAL DE DUAS VARIEDADES DE ALFACE EM FUNÇÃO DE DOIS TIPOS DE SUBSTRATOS E COBERTURA DO SOLO / INITIAL DEVELOPMENT OF TWO VARIETY LETTUCE IN FUNCTION OF TWO TYPES OF SUBSTRATES AND GROUND COVER

A. de A. L. Souza, F. J. C. Moreira, B. de A. Araújo, F. G. do N. Lopes, M. E. S. Da Silva, B. da S. Carvalho

Resumo


Objetivou-se neste trabalho avaliar desenvolvimento inicial de duas variedades de alface ‘Ruby’ e ‘Manteiga’ em função dos tipos de substratos de cultivo e do tipo de cobertura do solo. O trabalho foi desenvolvido em Telado Agrícola e Laboratório de Fitossanidade e Sementes, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, em Sobral. As sementes das duas variedades foram postas para germinar em bandejas de poliestireno expandido (isopor) de 128 células; quando estas apresentavam quatro folhas definitivas, cerca de 20 dias após a semeadura, foram transplantadas para o local definitivo, em vasos com capacidade de 8,0 L. O ensaio foi disposto em Delineamento Inteiramente Casualizado (DIC) em esquema fatorial 2 x 2 x 3, subdivididas no tempo, sendo duas variedades de alface (‘Ruby’ e ‘Manteiga’), dois tipos de substratos (areia - SMO e esterco - CMO), e três tipos de coberturas do solo (testemunha (sem cobertura), bagana de carnaúba - BC e Mulching - MUL), em quatro épocas de avaliação (10, 20, 30 e 40 DAT). De acordo com os resultados obtidos com o ensaio, constatou-se que o uso dos diferentes substratos utilizados não interferiu na área foliar das variedades de alface avaliadas; A cobertura de solo, tanto o mulching quanto a bagana de carnaúba, mostraram resultados significativos para o desenvolvimento das variedades de alface utilizadas, mostrando-se que além de eficiente em reter água no solo, também auxilia na inibição do surgimento de plantas daninhas, reduzindo assim a competição entre elas e as variedades de alface.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2016v10n3p316-326

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.