TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ANÁLISE MORFOMÉTRICA DA MICROBACIA DO RIBEIRÃO ALTO ÁGUA FRIA – BOFETE (SP) / GEOPROCESSING TECHNIQUES TO MORPHOMETRIC ANALYSIS OF ALTO AGUA FRIA STREAM WATERSHED - BOFETE (SP)

R.C. Nardini, S. Campos, L.N. Gomes, F.L. Ribeiro, T.C.T. Pissarra, M. Campos

Resumo


Técnicas de geoprocessamento foram realizadas para a caracterização morfométrica da microbacia do Ribeirão Alto Água Fria – Bofete (SP) pelo Sistema de Informação Geográfica, visando à preservação, racionalização do seu uso e recuperação ambiental. A microbacia apresenta uma área de 4012,17 ha e está localizada entre as coordenadas geográficas: 22o 57’ 41” a 23o 02’ 42” S e 48o 11’ 29” a 48o 20’ 09” WGR.  A base cartográfica utilizada foi a carta planialtimétrica de Bofete (SP) para extração das curvas de nível e hidrografia, para determinação dos índices morfométricos. Os resultados apresentaram que os baixos valores da densidade de drenagem, associados à presença de rochas permeáveis, facilitam a infiltração da água no solo, diminuindo o escoamento superficial e o risco de erosão e da degradação ambiental. Os baixos valores do fator de forma e do índice de circularidade indica que a microbacia tende a ser mais alongada com menor susceptibilidade à ocorrência de enchentes mais acentuadas. O parâmetro ambiental, coeficiente de rugosidade, permitiu classificar a microbacia para vocação com agricultura.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2016v10n2p170-180

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.