AVALIAÇÃO IN VITRO DA AÇÃO DA QUITOSANA E DE SEU DERIVADO QUATERNIZADO NA INIBIÇÃO DO CRESCIMENTO DO FUNGO PENICILLIUM EXPANSUM / IN VITRO EVALUATION OF CHITOSAN AND ITS QUATERNIZED DERIVATIVE ON THE INHIBITION OF PENICILLIUM EXPANSUM GROWTH

L. D. Mendes, J. D. Bresolin, O. B. G. Assis, D. de Britto

Resumo


Quitosana comercial de média massa molar (400.000 gmol-1)e seu derivado quaternizado hidrossolúvel N,N,N-trimetilquitosana foram avaliados em condições laboratoriais, em análises in vitro, como agentes inibidores do crescimento de Penicillium expansum. Formulações nas concentrações de 0,1; 1,0; 5,0 e 10,0 gL-1 de cada polímero foram preparadas e adicionados em meio de cultura BDA sólido e aquoso. O fungo foi isolado de frutas contaminadas, cultivado e inoculado nos meios contendo os polímeros. Análises conduzidas por medida do crescimento de colônias em meio sólido e por contagem de esporos germinados em meio liquido (em câmara de Neubauer) indicaram eficiência na redução da infestação por ambos os polímeros, porém em condições distintas. A quitosana apresentou elevada eficiência em meio líquido enquanto seu derivado foi eficaz na redução do crescimento em meio de cultura sólido, ambos em baixas concentrações (0,1 e 1,0 gL-1). Os resultados são discutidos com base nos mecanismos aceitos de ação antimicrobiana da quitosana, objetivando potenciais aplicações tópicas em frutos na condição pós-colheita.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2016v10n1p116-128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.