EFEITOS DO TRANSPORTE NO BEM-ESTAR E QUALIDADE DA CARNE DE BOVINOS / EFFECTS OF TRANSPORT ON WELFARE AND QUALITY OF BEEF CATTLE

P. P. DINIZ, B. L. SILVA, V. V. PEREIRA, P. A. GRANDE

Resumo


Objetivou-se com esta revisão fazer um estudo bibliográfico sobre como o transporte rodoviário e o manejo inadequado dos animais na fazenda mostram-se importantes causas de perdas econômicas devido às lesões nas carcaças com consequente rejeição do sistema de inspeção durante o abate. O transporte rodoviário é o meio mais comum de condução de animais de corte para o abate. O transporte rodoviário, em condições desfavoráveis, pode provocar a morte dos animais ou conduzir a contusões, perda de peso e estresse dos animais. O aumento do estresse durante o transporte é proporcionado pelas condições desfavoráveis como privação de alimento e água, alta umidade, alta velocidade do ar e densidade de carga. O principal aspecto a ser considerado durante o transporte de bovinos, é o espaço ocupado por animal, ou seja, a densidade de carga, que pode ser classificada em alta (600 Kg/m²), média (400 Kg/m²) e baixa (200 Kg/m²). Assim, o objetivo desta revisão bibliográfica é fazer um levantamento dos principais fatores durante o transporte dos bovinos que estão relacionados com as perdas na qualidade e rendimentos de carcaça.

 

Palavras-chave: carcaça, lesões, transporte.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2011v5n3p137-141

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BIOENG, UNESP, Tupã, SP, Brasil. e-ISSN: 2359-6724

 Licença Creative Commons

A Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.